Preocupado em proteger seu patrimônio, o produtor rural e agrônomo Paulo Vinicius Tamborlim, associado da Sicredi União PR/SP, conta com seguro agrícola há quase dez anos. O seguro cobre os cerca de 500 hectares de milho e soja que ele planta anualmente em Atalaia, garantindo indenização em caso de perdas.

“Já chegamos a ter perdas de até 40% e tivemos o respaldo do seguro. Nós, agricultores do noroeste do Paraná – que é uma região de transição da terra roxa para o arenito Caiuá -, precisamos do seguro. Trabalhamos em uma região que tem um histórico de veranico maior, o que pode prejudicar a lavoura. Amparado pelo seguro, fico mais confortável e confiante para fazer investimentos, como plantar mais variedades e adubação”, detalha.

Por meio de parceria com as principais companhias do mercado, a Sicredi União PR/SP oferece seguro agrícola para garantir respaldo em caso de perdas, principalmente decorrentes de eventos climáticos. Somente em contratações realizadas em 2021 a cooperativa de crédito tem área segurada de cerca de 72 mil hectares, o que resulta em aproximadamente R$ 250 milhões em importância segurada.

De acordo com o analista de Desenvolvimento de Negócios Agro da Sicredi União PR/SP, Welinton Henrique de Souza Brito, o seguro tem se mostrado um importante instrumento para a transferência do risco na agricultura. “O produtor pode utilizar a melhor tecnologia em sua lavoura, porém, não dá para controlar o clima, e intempéries climáticas podem reduzir consideravelmente a produção e causar graves prejuízos econômicos. Neste ano, por exemplo, estamos sofrendo período de estiagem, o que tem comprometido grande parte da produção do milho segunda safra. O seguro agrícola no cenário atual é fundamental, pois atuará de forma a amenizar os riscos e proporcionar a recuperação da capacidade financeira do produtor, que poderá honrar seus compromissos e dar continuidade à produção agrícola”, reforça.

O acionamento de sinistro é simples e pode ser feito pelo telefone. São solicitadas informações iniciais e, posteriormente, a seguradora enviará um profissional para fazer a avaliação da área. “Geralmente esse processo é feito em duas etapas: preliminar e final. Na vistoria final será avaliada a produtividade obtida pelo produtor para o andamento do processo de sinistro”, frisa Brito.

Estão abertas as contratações de seguro agrícola para a safra da soja 2021/2022. O analista da Sicredi União PR/SP reforça que é importante que o produtor rural realize a contratação do seguro com antecedência, para garantir mais chances de acesso à subvenção federal.

“É necessário que o produtor conheça o produto contratado e suas coberturas, para isso ele pode contar com nossa equipe de especialistas para apresentar a melhor solução. Algumas seguradoras estipulam valor mínimo de prêmio a ser pago, outras estipulam área mínima para a contratação. É importante que o produtor avalie a melhor condição de acordo com seu perfil”, finaliza.

A Sicredi União PR/SP tem parceria com as principais seguradoras do mercado e conta com portfólio completo para atender a necessidade do produtor, além de condições especiais. Procure uma agência e saiba mais.

Foto: O produtor rural e agrônomo Paulo Vinicius Tamborlim e o filho, Bento Vinícius, na lavoura.

Avaliar:

(0)