Saiba o que é CPR e quais são seus benefícios

Saiba o que é CPR e quais são seus benefícios

O agronegócio é essencial para a evolução do nosso país e por ser um dos setores mais importantes para a economia do Brasil, ele conta com o CPR, ou Cédula de Produtor Rural, título de renda fixa.

Entenda o que é o CPR, quais são seus benefícios e o que é a CPR Fácil do Sicredi.

O que é CPR?

A Cédula de Produtor Rural é um título de crédito que inicialmente era usado para a comercialização de produtos rurais, mas que hoje representa a promessa de uma entrega futura de produtos rurais.

Ela foi estabelecida na Lei nº 8.929/1994 com o intuito de facilitar a produção e venda de produtos agrícolas. Produtores, associações e cooperativas podem emiti-la, finalizando a promessa de entrega de produtos.

Há também a CPR-F, Cédula de Produtor Rural Financeira. Nela é possível emitir uma cédula de produto agrícola com liquidação financeira, ou seja, o título é pago com dinheiro no lugar da entrega do produto.

Hoje a CPR é uma das principais responsáveis por apoiar produtores e cooperativas a comercializarem produtos do agronegócio.

E CPR Fácil?

A CPR Fácil é basicamente a mesma coisa que a CPR, mas contém mais facilidade e praticidade em seu processo. Você não precisa ir até uma agência para ter acesso a solução, basta estar com os dados cadastrais atualizados e ter o aplicativo Sicredi.

É uma forma de facilitar a emissão da CPR com mais agilidade e menos burocracia, facilitando a vida do produtor agrícola.

Como a Cédula de Produtor Rural funciona?

Seu funcionamento é muito simples, basicamente o produtor recebe dinheiro e promete a entrega do produto rural em troca. Geralmente o emissor, que é o agricultor, fornece a garantia de um imóvel para conceder segurança a negociação 

Por sua simplicidade, a CPR é a escolha ideal para os produtores em relação ao custeio de qualquer etapa do agronegócio.

Quais as vantagens da CPR?

.Ao emitir a CPR, o agrículo terá como benefícios a isenção de Imposto sobre Operações Financeiras, também conhecido como IOF; um limite rotatório com chance de contratação em qualquer etapa do negócio; a aquisição de melhores condições na venda do produto e negociação na obtenção de insumos e taxas atrativas com chances de financiar insumos, tratos culturais, colheita e etc.

Resumindo, essa transição oferece liquidez para o investidor e para o produtor, facilitando a comercialização de produtos pecuários e agrícolas, e impulsionando a economia do país.

Compartilhar esse post:
[instagram-feed feed=1]