Acreditar que pequenas ações mudam o mundo significa entender que cada um consegue fazer um pouquinho para construir um ambiente mais justo, saudável, positivo, feliz, sustentável e igual para todos.

Afinal, um indivíduo sozinho não tem tanta força para investir em uma grande empreitada, que causará uma mudança significativa em todo o planeta. Logo, o melhor a se fazer são pequenas ações que podem mudar o mundo.

Essa estratégia se assemelha ao trabalho de uma formiguinha. Assim como o inseto, que pouco a pouco carrega mantimentos para sua toca, conseguimos, por meio de atitudes relativamente simples e cotidianas, descobrir como causar um impacto positivo em nosso ecossistema.

Conforme mais pessoas se tornam adeptas dessas pequenas práticas, a transformação acontece. Para te ajudar nesse processo, separamos 10 ideias para mudar o mundo. Todas elas podem ser inseridas no seu cotidiano de forma bastante simples, confira!

Clique para baixar o e-book sobre mudança de hábitos para investir.

1. Separe os resíduos

Quantas vezes você já ouviu falar sobre a importância da reciclagem para o mundo? Desde quando estamos na escola, aprendemos que a separação correta dos resíduos causa impactos superpositivos.

Segundo reportagem da Revista Galileu, 39% dos brasileiros não separam seus resíduos e 54% não entendem como a reciclagem funciona. Portanto, o primeiro passo é compreender o processo.

O ideal, quando falamos de reciclagem, é separar os resíduos em plástico, metal, vidro, papel e rejeitos — como as lixeiras que costumamos ver em parques. No entanto, se essa separação for muito complicada no seu dia a dia — por falta de tempo ou de espaço mesmo —, tente dividir em reciclável e orgânico.

Mulher separando resíduos em lixeiras próprias para cada um deles.
O ideal é separar o lixo de forma bem dividida, com destinos diferentes para metal, plástico, papel, metal e orgânicos.

Outro ponto importante é saber que, infelizmente, nem todos os resíduos podem ser reutilizados. Sacos de balas e de salgadinhos, por exemplo, são muito finos e não entram na escala de reciclagem. O mesmo vale para embalagens nas quais o rótulo é impresso diretamente no plástico — como as de manteiga.

Embalagens sujas — como de requeijão ou de doce — também não são recicladas. Logo, é preciso realizar a higienização delas antes do descarte. Basta passar água, retirar as impurezas e colocá-las no lixo.

Outra atenção interessante é não amassar o papel, mas rasgá-lo, pois, quando chega na hora de reciclar, as pessoas precisam desfazer as bolinhas.

Pesquisar sobre os dias que a coleta seletiva passa na sua cidade também é importante. Caso não tenha, separe os resíduos mesmo assim, pois certamente há coletores que pegam reciclados para vender.

Dessa forma, você garante que está realizando o descarte correto dos resíduos e ajudando trabalhadores que precisam desta renda. Essa é uma atitude que envolve, no final, várias ações que mudam o mundo!

2. Carregue uma garrafinha com você

Quando você não tem uma garrafinha ou um copo reutilizável como fiel escudeiro, acaba utilizando vários descartáveis ao longo do dia — que demorarão anos para se desintegrarem caso não sejam reciclados.

Mulher amarrando o tênis com roupa de caminhada. Ao seu lado, uma garrafa de água reutilizável.
Leve uma garrafinha de água com você quando sair e evite comprar descartáveis toda vez.

Por isso, crie o costume de ter recipientes reutilizáveis ao seu lado. Existem vários utensílios no mercado que podem ser carregados facilmente — como os copos de silicone, que ainda são superleves.

Essa dica vale, na realidade, para vários itens que comumente são descartados após o uso, como talheres e pratos de plástico. Substitua-os por utensílios duráveis e que não causarão um impacto negativo no ecossistema. Assim, você descobre como melhorar o mundo em ações cotidianas.

3. Reduza o consumo de carne

Segundo o Greenpeace, a expansão da agropecuária e o consumo de carne foram responsáveis pelo desmatamento de inúmeras florestas, além de emitirem uma quantidade enorme de gases poluentes que aceleram o aquecimento global.

Outra pesquisa, realizada pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), demonstra que um dia sem consumir derivados animais poupa 14kg de CO2 na atmosfera — equivalente a 100km rodados em um carro comum — e salva 3.400 litros de água —, que seria o mesmo que 26 banhos de 15 minutos.

Com isso em mente, a redução do consumo de carne é uma das possíveis ações para mudar o mundo. Caso você acredite não conseguir cortar o alimento completamente da sua vida, fique tranquilo que há uma solução: a Segunda sem Carne.

O movimento, apoiado pela SVB, angaria mais de 40 países a cortar os derivados animais do prato em um dia da semana (geralmente, a segunda-feira). O mais legal é que foi no Brasil que a ação tomou grandes proporções, de forma que somos o país com mais adeptos do mundo.

Só em 2018, foram 67 milhões de refeições sem carne realizadas. Já em 2019, apenas no primeiro semestre, foram mais de 42 milhões

Portanto, tente cortar os derivados animais um dia na semana, pelo menos. Dessa forma, você faz uma grande diferença para a natureza e sua parte na tarefa de entender como ajudar o mundo.

4. Busque por informações

A pergunta “o que fazer para construir um mundo melhor?” envolve diversas atitudes, no entanto, provavelmente, a maior delas é a busca frequente por informações.

Homem lendo jornal para se manter informado.
Manter-se informado é uma forma de pensar em mais ideias para mudar o planeta.

Estudar sobre o mundo, sobre o presente e sobre o futuro é uma forma de pensar em alternativas para fazer sua parte e criar um ecossistema saudável, justo e igualitário para todos.

Atualmente, você pode ter acesso a informações por meio de livros, jornais, podcasts, vídeos e muitos outros formatos. O ideal é encontrar aquele que te agrada e acessá-lo algumas vezes durante a semana.

Além de notícias, você pode buscar conteúdos que te ajudam a compreender melhor outras realidades, como livros literários e perfis no Instagram que falam sobre outras existências.

Pessoas mais visuais ou auditivas podem encontrar informações em podcasts, em filmes e em documentários. Dessa forma, você se mantém por dentro do que está acontecendo no mundo e pensa em práticas que sejam positivas para o planeta.

5. Seja gentil

Pode até parecer clichê, mas gentileza de fato gera gentileza. Às vezes, um sorriso e uma cordialidade melhoram completamente o dia de uma pessoa.

Faça elogios sinceros, diga “obrigado” e “por favor”, cumprimente o porteiro do prédio e segure a porta do elevador para seu vizinho. Coloque a gentileza no seu dia a dia como uma atitude comum.

Dessa forma, você não só se dispõe a melhorar o dia de alguém, como também desenvolve sua habilidade de empatia e de estabelecer conexões de afeto com outros.

6. Faça trabalho voluntário

Tirar um tempinho da sua semana para praticar trabalho voluntário, caso você tenha como fazer isso, é muito importante para contribuir na tarefa de como mudar o mundo.

Pessoas realizando trabalho voluntário, vestidas de azul.
Ao realizar trabalho voluntário, você ajuda quem precisa e desenvolve sua empatia.

O trabalho voluntário é uma forma de se dispor para ajudar pessoas que não possuem determinadas oportunidades, cedendo seu tempo e sua habilidade para elas.

Caso você não tenha disponibilidade para sair de casa, pode praticar o voluntariado online, por meio de plataformas como o Atados. O site reúne diferentes vagas e causas que precisam da ajuda de outras pessoas.

Assim, você desenvolve a empatia e a solidariedade com quem precisa de atenção, carinho e auxílio.

7. Apoie produtores locais

Quando você opta por comprar produtos e serviços de comerciantes locais, está ajudando pequenos negócios a continuarem se desenvolvendo na sua comunidade.

Prefira adquirir alimentos, produtos agrícolas e itens de higiene de vendedores locais. Serviços para sua casa ou para sua vida íntima podem ser fechados com pessoas independentes ou pequenas empresas da sua cidade.

Dessa maneira, você garante que está investindo em sua comunidade e auxilia o desenvolvimento de quem precisa de entrada constante de dinheiro para continuar praticando as atividades comerciais — ao contrário das grandes empresas.

8. Doe o que você não usa

Mudar o mundo está diretamente relacionado com empatia e solidariedade. Nessa prática, a doação é uma forma de reconhecer que você pode fazer muito por outras pessoas.

Fora as roupas, vale a pena analisar sua casa e reparar em que itens não são utilizados há um tempo. Às vezes, o que não tem mais utilidade para você pode ajudar — e até melhorar — a vida de outro indivíduo.

Potes, cobertores, livros antigos e até objetos de decoração podem deixar alguém feliz. Portanto, olhe para seus armários pelo menos quatro vezes no ano a fim de identificar o que pode ser doado para quem precisa.

9. Use ecobags

Evite pegar sacos plásticos no supermercado ou na feira, optando por ecobags na hora de ir às compras. Feitas de tecido ou de outros materiais mais resistentes, essas sacolas tendem a ser mais resistentes e duráveis, de forma que podem ser utilizadas várias vezes.

Essa é uma maneira de reduzir o consumo de plástico, evitando a criação de um cesto só de sacolinhas na sua casa — o que acontece, muitas vezes!

Na hora de fazer a feira, é possível, ainda, deixar de colocar os legumes em saquinhos. Pense em maneiras de evitar levar tanto plástico para casa, pois ele é o resíduo que menos passa por reciclagem no Brasil.

Dica

No dia a dia, você pode substituir as sacolas plásticas por embrulhos feitos de papel. Assim, recicla jornais, revistas e rascunhos. No vídeo da youtuber Marieli Mallmann, você aprende o passo a passo.

10. Adote um animal de estimação

Procurando por uma companhia? Então adote um animal de estimação para ficar do seu lado ao invés de comprá-lo! Lembre-se que o amor que seu pet demonstrará por você vai além de raça.

Abrigos e ONGs estão repletos de animais esperando por carinho, que certamente farão seus dias mais divertidos e felizes. 

Portanto, faça parte do movimento “não compre, adote”. Afinal, existem vários depoimentos de maus-tratos em empresas que criam cachorros e gatos em cativeiro para comércio.

Existem inúmeras outras pequenas ações que mudam o mundo, e elas podem ser inseridas no seu cotidiano para causar um impacto positivo em todo nosso ecossistema.

Evidentemente, é importante ir com calma, visto que são diversas práticas e fazê-las todas de uma vez e ao mesmo tempo pode ser difícil para quem está começando.

Gostou dessas dicas? Para receber mais conteúdos sobre a construção de um mundo melhor e sobre cooperativismo para inserir no seu dia a dia, assine a newsletter da Sicredi União PR/SP e fique de olho na sua caixa de entrada!

Avaliar:

(1)