mercado plant based

Se há alguns anos os alimentos destinados ao público vegetariano e vegano pareciam distantes da população onívora, a realidade hoje já é bem diferente. Com o crescimento do mercado plant-based – ou seja, a produção de comidas à base de plantas –, 90% dos consumidores brasileiros se mostram abertos a experimentar esses novos produtos, de acordo com dados do Ministério da Agricultura.

Esses números podem ser animadores não só para quem segue esse tipo de dieta, mas também para os produtores rurais. O The Good Food Institute prevê que, até o ano de 2035, o setor pode valer até US$ 370 bilhões, se mostrando como um ótimo ramo para se investir. 

Ou seja, existe uma grande oportunidade de adentrar nesse mercado ainda hoje e fazer parte do crescimento dele nos próximos anos. Para isso, preparamos um conteúdo especial oferecendo um panorama geral e histórico, e com algumas dicas para quem quer investir nele. Aproveite a leitura!

Mercado plant-based: um panorama atual

Não é de hoje que o ser humano busca alimentos que possam substituir as proteínas animais, um recurso escasso em muitas partes do planeta. Desde pelo menos o segundo século antes da Era Comum, na Ásia, se tem notícia da criação de pratos protéicos e que imitassem sabor e textura da carne – como o tofu, o seitan e alguns tipos de massa.

Mesmo com esse histórico, o surgimento do mercado de análogos à proteína animal é bem mais recente. Em meados do século 20, com o crescimento do vegetarianismo e a criação de associações dedicadas a esse tipo de dieta, o mercado passou a desenvolver produtos à base de cereais e proteínas texturizadas como opção de alimentação saudável.

Já no início da década de 2010, o aumento de debates sobre sustentabilidade e saúde resultou na iniciativa pela criação de produtos feitos de plantas como Beyond Meat, Impossible Foods, Futuro Burger, entre muitos outros. O objetivo não era simplesmente substituir as carnes, mas fazer alimentos que imitassem sua textura e sabor, atraindo também o consumidor que não segue uma dieta vegana.

mercado plant based hambúrgueres veganos
Os hambúrgueres veganos são um exemplo de alimentos plant-based que se popularizaram na última década.

Com a aceitação do público, grandes multinacionais também aderiram a esse mercado, criando suas próprias versões de carnes vegetais. Hoje já é possível encontrar dezenas de opções nos supermercados, cada vez a preços mais acessíveis. 

Hoje, além dos produtos que emulam carnes, ainda temos opções de leite e derivados, bebidas, queijos, embutidos, doces e outros alimentos, todos feitos apenas com matéria-prima vegetal.

A agricultura brasileira plant-based

De acordo com depoimento de Gustavo Guadagnini, diretor-executivo do The Good Food Institute, em um workshop sobre o tema, a indústria brasileira se mostra como uma das mais promissoras no ramo plant-based.

Isso porque nosso país conta com muita experiência, capital intelectual, biodiversidade e condições climáticas favoráveis para a produção de inúmeras culturas. Ao mesmo tempo, também trazemos muita expertise na logística de proteínas animais, sendo sede para algumas das maiores empresas de proteína do mundo.

Tendo em vista que, de acordo com o mesmo workshop, o plant-based pode chegar a representar 23% do mercado mundial de carnes em 2035, trata-se de uma ótima oportunidade para o Brasil se inserir e crescer junto com o meio.

Como trabalhar com o mercado plant-based

Para o produtor rural, todo esse panorama é bastante animador, e pode abrir inúmeras oportunidades de mercado. Descubra, a seguir, como atuar nessa área e crescer nos próximos anos!

Se associe a empresas e instituições do ramo

Desde gigantes multinacionais a pequenos produtores, passando por pesquisas acadêmicas e startups, há inúmeras instituições pesquisando e produzindo alimentos à base de plantas. Uma ótima forma de adentrar no mercado é fazer parcerias com essas entidades para fornecer matéria-prima. 

mercado plant based como trabalhar com o mercado plant based
Faça parcerias com empresas para fornecer matéria-prima para a produção de alimentos plant-based.

Procure em sua cidade ou região empresas que possuam demanda para a produção desses alimentos. Dessa forma, vocês poderão se desenvolver em conjunto para modernizar o setor brasileiro de análogos.

Esteja atento à regulamentação e novidades do mercado

Atualmente, o mercado plant-based não possui um marco regulatório no Brasil, apesar das muitas resoluções técnicas sobre alimentos e produção de vegetais. Com o crescimento nos próximos anos, é provável que haja uma regulamentação mais apropriada e específica ao setor.

Para trabalhar na área, é essencial que você siga as notícias e atualizações do Ministério da Agricultura, da Anvisa, da Embrapa, do setor privado de agropecuária e de outras instituições ligadas ao ramo, bem como do mercado internacional. Assim, quando houver qualquer novidade, você ficará por dentro.

Observe as principais culturas

As pesquisas com alimentos análogos avançam todos os dias, e hoje já são utilizadas dezenas de vegetais para a produção desses pratos, como soja, ervilha, beterraba, cogumelo, grão-de-bico, castanhas e cereais.

mercado plant based observe as principais culturas
Ao observar as principais culturas, você pode adaptar sua produção.

Dito isso, observe o avanço desses estudos e esteja atento às principais culturas que estão sendo utilizadas no desenvolvimento de comidas plant-based. Assim, você pode investir nesses produtos para se colocar à disposição do mercado.

Faça parte do cooperativismo rural

As cooperativas rurais são instituições que auxiliam no custeamento da produção e oferecem recursos e melhores condições na compra de insumos, matéria-prima e suprimentos.

Por serem grupos organizados, os cooperados estão sempre prontos para propor discussões a respeito do mercado e as novas tendências do agronegócio brasileiro. Dessa forma, sempre haverá espaço para debater e se informar a respeito do mercado plant-based, encontrando a melhor maneira de se inserir nesse setor.

Se você ainda não faz parte do movimento cooperativista, não perca tempo! A Sicredi União PR/SP oferece um grande portfólio de soluções para produtores rurais, e está sempre buscando entender suas necessidades. Clique no banner abaixo e saiba como tornar-se um associado!

mercado plant based soluções para produtor rural

Avaliar:

(0)