As mudanças climáticas e a escassez cada vez mais frequente dos recursos naturais trazem à discussão o que precisamos fazer, como sociedade, para conservar o meio ambiente. Nesse contexto, empresas começam a praticar, cada vez mais, a gestão sustentável.

Afinal, cabe a cada um de nós iniciar um processo de transformação e de cuidados com a natureza. Negócios, cidadãos, organizações e outras esferas precisam, juntos, iniciar uma trilha de conservação e de regeneração do meio ambiente.

A gestão sustentável nas empresas surge, nesse contexto, como uma forma de organizações contribuírem para o bem-estar de todos. 

Caso você ainda não tenha conhecimento sobre o tema e queira se aprofundar no assunto, continue a leitura do texto e entenda como seu negócio pode adotar práticas sustentáveis no dia a dia!

Clique para baixar o material sobre fluxo de caixa gratuitamente.

O que é gestão sustentável?

Para entender o gerenciamento sustentável, é válido compreender, antes, o que significa sustentabilidade em si, visto que o termo se adapta a diferentes situações e se refere à capacidade de sustentação ou de conservação de um sistema.

Foi em 1987 que a palavra começou a se popularizar na forma mais conhecida atualmente, após aparecer no relatório da Organização das Nações Unidas (ONU). O documento consolidava o desenvolvimento sustentável e uma visão de cunho ambiental para sustentabilidade.

Segundo o relatório, o termo se refere à “capacidade de suprir as necessidades do presente sem comprometer as futuras gerações de suprirem suas próprias necessidades”.

Empresários e empresárias reunidos em volta da mesa analisando dados sobre gestão sustentável.
O desenvolvimento sustentável visa criar comércios que pensem no futuro e proporcionem qualidade de vida para as pessoas.

Em outras palavras, significa a adoção de práticas que permitam que a sociedade evolua causando o mínimo de impactos ao meio ambiente. Ele preza por equilíbrio, consciência e responsabilidade na produção e no descarte dos resíduos, a fim de preservar um mundo saudável para gerações futuras.

Quando falamos de gestão de negócios e de sustentabilidade, portanto, estamos falando sobre empresas que desenvolvem suas ações e que conseguem escalar no mercado com base no respeito ao meio ambiente.

Logo, a organização trabalha prezando pelo equilíbrio e pela preservação dos recursos naturais ao oferecer seus serviços ou produtos. A gestão sustentável se torna um método de administração que preza pelo bem coletivo, de forma que gere um futuro melhor para o mundo e para a sociedade. 

Ao estruturar uma empresa que preza pelo termo, busca-se ser competitivo causando menos impactos negativos ao ecossistema a fim de zelar por um futuro em que mais organizações e pessoas usufruam dos recursos naturais.

Por que ser uma empresa sustentável?

Realizar uma gestão sustentável de recursos naturais traz benefícios para a empresa que, muitas vezes, estendem-se para além da organização. Entenda cada um deles:

Responsabilidade social

A gestão sustentável gera, como resultado, um posicionamento do negócio em relação à responsabilidade social. É importante lembrar que uma empresa constitui o todo e, por isso, deve cuidar dele tanto quanto os demais cidadãos.

Pessoas de diversas etnias abraçadas e sorrindo umas para as outras.
A gestão sustentável busca o bem de toda a sociedade, de forma que a empresa se desenvolva junto do todo.

Evitando desperdiçar recursos, descartando resíduos da maneira correta, emitindo menos gases e cuidando do impacto ambiental, uma organização se coloca junto dos outros, de forma a crescer junto da comunidade.

Destaque em relação à concorrência

Ao se posicionar como uma empresa preocupada com o uso de recursos naturais e interessada em construir um futuro equilibrado, o negócio se destaca para os consumidores em relação à concorrência.

Afinal, ele preza pelo bem-estar do outro e demonstra isso ao cuidar de suas ações. Certamente, essa atitude chama a atenção do cliente, que preferirá uma empresa posicionada e que contribui para o desenvolvimento de todos.

É importante destacar, ainda, que os consumidores cobrarão esse posicionamento caso sua empresa levante a bandeira. Portanto, não use a pauta da sustentabilidade como fachada, pois isso resulta em perda de clientes e até em uma imagem negativa do seu comércio.

Conquista de clientes

O posicionamento sustentável conquista consumidores e até apoiadores para o negócio pois consegue atingir uma causa social que gera engajamento entre as pessoas.

Os relatórios de tendências, como o estruturado pelo Pinterest, demonstram que o interesse pelo meio ambiente e pelo ecossistema será um comportamento cada vez mais comum na sociedade.

Visão de futuro

Justamente por estar entre as grandes tendências dos relatórios — a sustentabilidade também aparece nos materiais da World Global Style Network (WGSN) —, aderir a este tipo de administração é uma forma de estar alinhado ao que os novos consumidores (e sociedade no geral) buscarão dos negócios, dos serviços e dos produtos.

Respeito à natureza

A gestão sustentável é uma forma de cuidar do ecossistema do nosso planeta com responsabilidade e respeito, zelando pela manutenção e preservação dos sistemas naturais.

Mãos unidas segurando muda de planta.
A gestão sustentável demonstra respeito e apoio à natureza.

Por isso, esta administração está completamente relacionada com a conservação da natureza.

Melhor utilização de recursos

A partir do momento que sua empresa começa a prezar pelo uso correto de recursos, pela diminuição do desperdício e pela responsabilidade no uso dos insumos, a produtividade aumenta e o gasto de dinheiro diminui.

Clique para baixar o material sobre os pilares da gestão de microempresas.

A lógica é bastante simples: se não há desperdício — e até o uso exacerbado — de água, por exemplo, a conta diminui; se você utiliza os insumos da melhor forma para gerar menos lixo, precisa adquiri-los com menos frequência e por aí vai.

Dicas para aplicar a gestão sustentável

Quer entender a melhor forma de estruturar uma administração sustentável? Então confira um manual prático com dicas que podem ser implementadas no dia a dia do negócio!

Economize os recursos naturais

Esse é o passo básico para a aplicação de uma gestão sustentável. Por reunir várias pessoas no mesmo espaço — na maioria das vezes, mais do que uma casa — as empresas são lugares que gastam recursos naturais consideravelmente.

Pensar em atitudes que diminuam o uso de recursos naturais é importante e ajuda, inclusive, a economizar. Nos banheiros, instalar torneiras de fechamento automático diminui o gasto desnecessário de água. 

Em salas de reunião e ambientes com fluxo reduzido, uma opção é investir em sensores de movimento para a iluminação, uma ação que impacta diretamente na conta de energia.

Captar a água da chuva para limpeza de determinados ambientes também é uma boa ideia, principalmente para negócios que possuem área externa. Investimentos mais altos podem, inclusive, direcionar esse recurso para as descargas.

Além disso, é válido conversar com os colaboradores e instaurar uma cultura de conscientização, solicitando que eles apaguem luzes, desliguem os ares-condicionados e evitem usar itens descartáveis.

Colaboradores reunidos ao redor da mesa de reunião para falar sobre gestão sustentável.
Converse com os funcionários para que eles auxiliem na hora de preservar os recursos naturais.

Para estimular essas práticas, você pode fazer um documento de boas atitudes da sua empresa e dar, ao funcionário, um kit com garrafa ou copo depois da experiência, o que torna possível abrir mão dos descartáveis na cozinha.

Já para o almoço, tente fazer parcerias com restaurantes próximos à sede. Dessa forma, pode conversar com os colaboradores sobre o benefício e diminuir pedidos de marmitas, que geram resíduos em isopor ou metal no meio ambiente.

Recicle os resíduos

Disponibilize lixeiras nas empresas para cada um dos resíduos existentes (metal, plástico, papel, vidro e orgânico) e estimule a separação correta dos descartes. Para além disso, é válido estabelecer parcerias com empresas de reciclagem da sua cidade, para fazer o direcionamento correto do lixo.

Tente, ainda, aproveitar ao máximo os recursos antes de descartá-los. Papéis podem se tornar rascunhos, por exemplo. 

Outra opção é estimular a diminuição da produção de resíduos. Com a tecnologia, blocos de notas, post-its e agendas podem ser substituídos por ferramentas online, como o Google Keep, o Calendar e o Todoist, que ajudam a diminuir o uso de papel.

Adquira equipamentos econômicos

Quando for comprar equipamentos para sua empresa, como notebooks, ares-condicionados e geladeiras, analise a etiqueta para identificar o consumo de energia do eletrodoméstico.

Novamente, campanhas de conscientização tornam a ação ainda mais vantajosa. Solicite aos colaboradores que desliguem monitores quando não estiverem utilizando e que tirem os notebooks da tomada quando estiverem carregados — o que, inclusive, aumenta a vida útil da máquina.

Instalar luzes automáticas também é uma ideia para economizar. Para quem possui mais verba, é possível estender a ação para janelas, ares-condicionados e muito mais.

Invista em fontes de energias renováveis

Este é um investimento mais caro a curto prazo, porém traz muitos benefícios para o meio ambiente e será lucrativo a longo prazo. Pense em fontes renováveis, como a solar, que pode gerar energia sustentável para seu negócio e diminuir a conta de luz.

Pense em ações coletivas

Envolva os colaboradores na gestão sustentável ao pensar em ações coletivas que todos podem participar, como a Segunda sem Carne e um dia sem carros, no qual os funcionários vão para a empresa com transportes não poluentes.

Como angariar os colaboradores?

Um dos desafios para implementar a gestão sustentável é angariar os colaboradores para que todos participem e façam sua parte. Por isso, é importante saber como motivá-los para que as ações sejam um sucesso.

Escute os colaboradores

Na hora de implementar a administração sustentável, faça questão de ouvir os funcionários e entender o que eles pensam sobre as ações. Peça, também, que eles deem sugestões de atitudes e de práticas que podem ser adotadas.

Líder realizando reunião com sua equipe para falar sobre gestão sustentável.
Faça reuniões com o time para que ele se motive a participar da gestão sustentável.

Assim, faz com que eles sintam parte dessa mudança e entendam o poder e a necessidade dela. 

Estruture metas

Uma forma de levar a ideia da sustentabilidade para além do imaginário é inseri-la de forma estratégica no seu negócio. Por isso, estabeleça metas e acompanhe métricas que demonstrem que um impacto positivo está, de fato, sendo gerado.

Insira a sustentabilidade na cultura

Para além de atitudes, coloque as práticas sustentáveis na cultura da sua empresa, no código de conduta e nos valores, por exemplo.

Na hora de realizar a contratação, insira perguntas para entender o posicionamento do futuro colaborador no processo, seja na entrevista ou no fit cultural. Assim, garante que não contratará pessoas que não se alinhem às crenças do negócio.

Criar uma empresa adepta à gestão sustentável é uma forma de mostrar respeito à sociedade, à natureza e ao futuro. Com ações simples e cotidianas, já é possível causar um impacto bastante positivo no mundo.

A administração ecológica é uma entre as várias estratégias para construir uma empresa melhor. Com a Sicredi União PR/SP, você pode estruturar ações sustentáveis ao lado de uma cooperativa de crédito que acredita nessa pauta. Para conhecer mais sobre, clique na imagem abaixo e acesse a página da organização!

Clique para conferir as soluções para empresas oferecidas pela Sicredi União PR/SP.

Avaliar:

(2)