Fazer consórcio imobiliário vale a pena para quem não tem pressa em se mudar e precisa de um comprometimento para poupar todo mês. 

É uma modalidade de investimento em alta no país e que vem atraindo cada vez mais interessados por estimular o planejamento financeiro, ter parcelas mensais acessíveis e dar poder de compra à vista. 

O consórcio imobiliário é o terceiro mais popular no país, atrás dos de veículos leves e motos. Para se ter uma ideia, 169 mil pessoas compraram cotas de consórcios de imóveis entre janeiro e julho de 2020. O tíquete médio mensal foi de R$ 183,4 mil (18% maior que o mesmo período de 2019) e os créditos concedidos somaram R$ 7,8 bilhões (76% a mais), mostra a Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios).

Quer se informar melhor sobre o sistema de consórcios imobiliários e saber se essa modalidade se encaixa nos seus planos? Então, leia o post que preparamos!

O que é consórcio imobiliário?

O consórcio é formado por um grupo de pessoas em torno de um interesse comum: a compra de um imóvel. Todos pagam mensalmente uma quantia definida por contrato. 

Todo mês, um ou mais consorciados são contemplados e recebem a quantia (uma carta de crédito) para comprar o bem. Além do sorteio, é possível dar lances e, assim, adquirir o imóvel mais rápido. O valor do lance é sempre abatido do saldo devedor. 

Quando você contrata o consórcio imobiliário, tem a liberdade de escolher entre comprar um imóvel residencial novo ou usado; construir, reformar ou ampliar o lugar onde você já mora; adquirir imóveis na planta; comprar terrenos ou usar o dinheiro para quitar um financiamento. 

E como funciona o consórcio de imóveis na compra do bem? É a administradora do grupo que efetua o pagamento direto para o vendedor e à vista – sendo assim, seu poder de negociação de descontos aumenta. 

mudancas-de-habitos-para-investir-dinheiro-1

Como escolher a administradora de consórcio

A administradora é quem gerencia os grupos. Já quem regula e fiscaliza o trabalho dessas empresas é o Banco Central. 

Para auxiliar os consumidores, o Banco Central disponibiliza um ranking de reclamações das administradoras

entrega das chaves em consórcio imobiliário
A administradora vai gerenciar o consórcio. Consulte o índice de reclamações do BC antes de escolher.

Valor das prestações mensais

As parcelas mensais pagas pelos consorciados são formadas por três ou quatro itens, a saber:

1. Fundo comum

É o valor que cada participante paga para formar a poupança que vai custear a aquisição do imóvel. Esse fundo é calculado dividindo o preço do bem pela duração do consórcio. 

Veja um exemplo:

  • Valor do imóvel: R$ 200 mil
  • Duração do consórcio: 100 meses
  • Valor mensal do fundo comum: R$ 2 mil

2. Taxa de administração

É a taxa cobrada pela administradora do grupo pela prestação dos serviços. Se essa tarifa for de 15%, cada consorciado vai pagar mensalmente 0,15% sobre o valor do imóvel, caso a duração seja de 100 meses. Depois, basta multiplicar o preço do bem pelo índice mensal. 

  • Valor do imóvel: R$ 200 mil
  • Duração do consórcio: 100 meses
  • Taxa de administração: 15% (0,15% mensal)
  • Valor mensal da taxa de administração: R$ 300

3. Fundo de reserva

É o fundo de proteção do grupo em caso de inadimplência, por exemplo. O percentual incide sobre o valor do imóvel e é diluído mensalmente. Se o fundo for de 2%, por exemplo, basta multiplicar o total do bem por 0,02 (se forem 100 meses de consórcio).

  • Valor do imóvel: R$ 200 mil
  • Duração do consórcio: 100 meses
  • Fundo de reserva: 2% (0,02% mensal)
  • Valor mensal do fundo de reserva: R$ 40

Seguro

É um item opcional nos contratos e funciona como garantia extra em caso de inadimplência, falecimento ou perda de emprego.  

Sabendo qual a fórmula da prestação mensal, chegamos ao resultado da simulação:

  • Fundo comum: R$ 2 mil 
  • Taxa de administração: R$ 300
  • Fundo de reserva: R$ 40
  • Prestação mensal: R$ 2.340 (desconsiderando o seguro)
assinatura de contrato de consórcio imobiliário
As prestações do consórcio de imóveis são formadas por fundo comum e de reserva, taxa de administração e seguro.

Consórcio imobiliário ou financiamento?

O consórcio tende a ser mais vantajoso do que um financiamento imobiliário porque o valor pago é inferior ao de um empréstimo no banco. 

Para contratar o financiamento, a capacidade econômica do interessado passa pelo aval do banco, que pode negar o empréstimo se perceber que existe risco de inadimplência. 

Outro aspecto que pode interferir na autorização do crédito é o desempenho da economia. Quando há desconfiança do mercado e o desemprego está em alta, por exemplo, os bancos restringem mais a concessão do crédito, o que dificulta a permissão para financiar. 

Enquanto o consorciado começa o pagamento das parcelas mensais antes de se mudar, no financiamento, as prestações se iniciam depois da compra do imóvel. O banco paga o bem, e o comprador paga mensalmente, com juros e encargos, até a quitação da dívida. Geralmente, o prazo máximo para financiar é de 35 anos. 

O financiamento ainda exige o pagamento de uma entrada, cujo valor depende da instituição financiadora, e tem cobrança de juros, que, na Caixa Econômica, vão de 2,95% a 4,95% ao ano mais a inflação. 

E agora, consórcio imobiliário ou financiamento, qual o melhor para seu caso? Tire suas dúvidas na tabela comparativa:

Consórcio Financiamento
Começa a pagar antes de comprar o imóvelComeça a pagar depois de comprar o imóvel
Sem entradaCom entrada
Sem jurosCom juros
Dinheiro é liberado somente após ser sorteado ou dar lancesDinheiro é liberado logo após aprovação do crédito

FGTS no consórcio imobiliário

Você tem saldo no FGTS? Saiba que é possível usar integralmente o valor para ofertar lances. Para isso, basta entregar o extrato para a administradora do consórcio. 

Outra possibilidade é usar o dinheiro do fundo de garantia para pagar as parcelas mensais e amortizar o saldo devedor, após a aquisição do bem.

O consórcio imobiliário vale a pena porque se trata de um autofinanciamento. Você contribui mensalmente, sem se preocupar com valor de entrada ou taxas de juros. 

A Sicredi União PR/SP é uma cooperativa de crédito que te ajuda a realizar projetos, ao oferecer soluções adequadas ao seu perfil. Venha conhecer o consórcio imobiliário, um sistema de compra cooperativada e segura. Clique no banner para saber mais!

Avaliar:

(0)