O início de um novo ano é uma ótima oportunidade para se organizar tanto pessoalmente quanto financeiramente. Isso porque o fechamento do ciclo anterior abre espaço para que você estabeleça os objetivos que pretende alcançar nos próximos meses.

Entretanto, você sabe como fazer um planejamento financeiro anual? Esse será um documento importante para organizar o caixa, estabelecer metas, reduzir gastos excessivos e ainda guardar e investir seu dinheiro.

Abaixo, elencamos sete dicas que um bom planejamento deve ter. Leia até o fim e confira!

1. Escolha seu formato favorito

O primeiro passo para que você faça seu planejamento financeiro é definir qual o melhor formato para documentá-lo e acompanhá-lo. Atualmente, há uma grande variedade de formatos, sejam eles analógicos ou digitais.

Para quem prefere papel e caneta, é possível utilizar uma agenda, planner ou até um caderno; já digitalmente, existe a opção de usar planilhas, documentos ou aplicativos. O mais importante é que você escolha de acordo com as suas preferências, de forma que você consiga organizar suas ideias. 

como fazer um planejamento financeiro anual escolha seu formato favorito como o planner ou agenda
O planejamento financeiro pode ser feito em diversos formatos, incluindo em agendas e planners.

Uma sugestão, independentemente do formato, é fazer divisões por mês, deixando espaços para preencher suas despesas, economias e metas. Lembre-se também de fazer um pequeno relatório, documentando o máximo de informações que puder para evitar futuros esquecimentos.

2. Faça um levantamento das despesas mensais

Todos os meses, temos dois tipos de despesas: fixas e variáveis. No primeiro caso, elas são definidas por um valor fixo mensal, como aluguel, condomínio, internet, serviços por assinatura, parcelas no cartão de crédito e o pagamento de atividades extras como academia, terapia, aulas de idiomas, entre outras.

Já o segundo tipo diz respeito às despesas em que há variação entre um mês e outro, como gasolina, alimentação, mercado, conta de luz e utilidades domésticas.

Como essas últimas despesas não podem ser descritas devido à sua inconsistência, você pode iniciar seu planejamento anual fazendo um levantamento prévio das despesas fixas. Ao considerá-las em seu orçamento mensal, você pode ter uma ideia melhor do dinheiro que terá disponível em caixa após a quitação dessas obrigações.

3. Determine as metas

Para quem quer ter uma vida financeira saudável, a definição de metas deve ser uma das atividades mais importantes. Esse exercício vai proporcionar as bases para o seu planejamento, além de servir como incentivo para que você se mantenha motivado.

como fazer um planejamento financeiro anual determine as metas
Para acompanhar as finanças, estabeleça metas para as suas economias.

Nesses objetivos, você pode incluir desde uma quantia mensal que pretende economizar (pode ser a mesma durante todo o ano ou progressiva, aumentando a cada mês) e pontos em que quer diminuir gastos.

É importante que você tenha as metas sempre à mão para que possa ir acompanhando o seu progresso durante todo o ano.

4. Reduza gastos desnecessários

Sabe o cafezinho no final da tarde, o delivery que você pediu por preguiça de cozinhar ou compra de algo que você não precisava realmente? Dependendo da frequência, esses hábitos podem pesar no seu orçamento.

Quando se aprende como fazer um planejamento financeiro anual, é mais fácil visualizar melhor para onde está indo o seu dinheiro todos os meses, e essa é uma ótima oportunidade para eliminar esses gastos desnecessários.

Isso não quer dizer que você não possa comprar algo que queira, ou que não possa pedir comida de vez em quando no fim de semana. O problema está na frequência, pois quando esses gastos se tornam recorrentes, eles acabam pesando no final do mês.

5. Planeje a quitação de tributos

O primeiro semestre do ano é repleto de obrigações contábeis como o pagamento de Imposto de Renda, IPVA e IPTU. Se você possui empresa, também poderão haver outros compromissos relacionados ao negócio.

como fazer um planejamento financeiro anual  planeje a quitação de tributos
Lembre-se de se preparar para a quitação de obrigações fiscais no primeiro semestre!

Portanto, no momento de planejar seu ano, separe uma parte do caixa para realizar esses pagamentos. Com antecedência, informe-se sobre as datas limite para a quitação a fim de evitar eventuais multas e já inclua o valor necessário para o orçamento daquele mês.

Outra dica é que, em alguns dos impostos, é possível obter algum desconto mediante pagamento à vista. Faça as contas e veja se isso faz sentido para o seu planejamento.

6. Faça investimentos

Se você está planejando fazer economias, também pode ser uma ótima oportunidade para aplicá-las em investimentos. Isso porque, enquanto o dinheiro está parado na sua conta, ele corre o risco de desvalorizar em decorrência da inflação. Por outro lado, se você investe, evita que isso aconteça e ainda faz com que a quantia renda. 

Por isso, pesquise com antecedência qual o melhor investimento para você de acordo com o seu perfil. A partir disso, você pode fazer simulações e cálculos de rentabilidade para ter uma ideia de quanto ele poderá render enquanto aplicado.

Quando fizer o investimento, lembre-se de incluir todas essas informações no seu planejamento financeiro, juntamente com as metas.

7. Acompanhe o planejamento e as metas

De nada adianta saber como fazer um planejamento financeiro anual se você não acompanhá-lo periodicamente. Por isso, crie uma rotina semanal, nem que seja de poucos minutos, para observar e atualizar essas informações.

Isso é importante para a sua saúde financeira pois mantém você mais próximo do próprio orçamento, seja do mês corrente ou dos próximos períodos, e evita que você tenha surpresas caso ocorra um imprevisto. 

Também é uma forma de se manter motivado com relação às metas, pois você poderá observar quanto dinheiro já foi economizado e como os esforços têm valido a pena.

Agora que você já sabe como fazer um planejamento financeiro anual, pode ter certeza que será muito mais fácil gerenciar suas economias e rendimentos durante o ano. Lembre-se que é muito importante fazer o acompanhamento frequente das metas para manter a motivação e cumprir o cronograma, conforme elaborado.

No blog da Sicredi União PR/SP há uma série de conteúdos sobre gestão financeira. Para saber mais sobre como investir sua reserva de emergência, clique no banner abaixo e leia nosso post a respeito do assunto!

Avaliar:

(0)