Se você tem dificuldade em como fazer o salário durar o mês inteiro, saiba que não está sozinho. Seis em cada dez brasileiros já tiveram a percepção de que suas despesas eram maiores do que os rendimentos. 

A saída para deixar para trás os momentos de escassez do fim do mês e fechar sempre no azul? Planejamento e mudanças de hábitos. 

Quer aprender a administrar melhor seu salário, a controlar gastos mensais e definir quais hábitos são tão prejudiciais para as finanças que precisam ser eliminados? Leia o nosso conteúdo!

Repense seus gastos

Comece analisando como você usa o seu salário. Faça o seguinte: anote todos os seus gastos em uma planilha, aplicativo ou papel. Faça isso por um mês, e após esse período você terá um diagnóstico claro das suas despesas.

Classifique por categoria, como contas residenciais, alimentação fora de casa, supermercado, aluguel, transporte e lazer, e some as despesas de cada uma. Finalizada essa etapa, você saberá exatamente para onde o seu salário está indo. Pronto, este é o primeiro passo para repensar seus gastos. 

Atenção: anote tudo o que gastar para ter uma visão precisa do orçamento.

mudancas-de-habitos-para-investir-dinheiro

Categorize as despesas

Agora que você identificou suas despesas mensais, é hora de encaixar seus gastos à receita. Você pode começar a dividi-los em três grandes categorias e, assim, aprender como administrar o salário corretamente:

  • 50% da renda para gastos essenciais: transporte, alimentação, moradia, saúde, supermercado e educação
  • 15% da receita para prioridades financeiras: dívidas atrasadas, reserva de emergência e investimentos 
  • 35% do salário para despesas com estilo de vida: hobbies e diversão

A partir daí, você consegue visualizar onde está gastando mais do que deveria, e qual categoria pode receber mais aportes.

Gaste menos do que ganha

Parece óbvio, mas muita gente não sabe suas despesas totais; apenas a receita. Esse desconhecimento gera um problema grave, que avança mês a mês, com o saldo da conta sempre no vermelho, e o cartão com frequência no crédito rotativo. Resultado: dívidas!

Ter despesas menores do que a receita não significa abrir mão de todos os momentos de prazer. Isso quer dizer que não é preciso passar o fim de semana inteiro em casa, basta substituir o tipo de lazer para economizar dinheiro. Em vez de passear no shopping, caminhe em um parque. Troque o happy hour de toda sexta-feira por uma ou duas saídas por mês.

Planeje as despesas com base no salário líquido

O salário bruto não pode servir de referência para seus gastos. Você deve levar em consideração sua renda líquida, já descontados pagamentos diversos. Entram nessa conta os descontos da Previdência, Imposto de Renda e plano de saúde, por exemplo. Isso quer dizer que a sua renda final pode ser até 20% inferior ao seu salário bruto. Se recebe R$ 2,5 mil, pode ser que o valor líquido seja R$ 2 mil.

Pense sob esse aspecto também ao parcelar compras e fazer investimentos, como o consórcio de um bem. Cuide para que as parcelas não comprometam muito a renda líquida.

como-fazer-o-salario-durar-o-mes-inteiro-controle-de-gastos
Como gastar o salário corretamente: use a renda líquida para planejar as despesas do mês.

Diminua os gastos com contas fixas

As contas de energia elétrica, água, gás e telefone, por exemplo, podem ficar mais baratas se você estiver disposto a fazer a mudança de hábitos. Para começar, que tal trocar o plano de celular por um pacote básico? O mesmo é válido para a TV por assinatura e para serviços on demand

Além de reduzir os gastos variáveis, controle as compras por impulso. Não aproveite os preços baixos para adquirir produtos que você não precisa. Avalie, antes, se a compra é por desejo ou necessidade. Faça uma decisão racional a favor do seu salário e da sua vida financeira.

Invista!

Uma dica para fazer o salário durar o mês inteiro e render é aplicar uma parcela dele em algum investimento. Investidores iniciantes podem começar pela modalidade mais básica e tradicional: a poupança.

A caderneta, utilizada por 89% dos brasileiros, é uma aplicação segura, de alta liquidez e de fácil acesso. O Tesouro Selic também é uma aplicação de baixo risco. É possível aplicar parte do salário também em CDBs, LCIs e LCAs. Os investidores mais agressivos podem se informar sobre ativos em renda variável, como as ações, e sobre o mercado de câmbio. 

Investir é uma forma de preparar o futuro, ter uma aposentadoria tranquila, realizar sonhos e estar pronto para imprevistos. 

Desfrutar o seu salário do jeito certo é um exercício de disciplina e autoconhecimento. Se você é iniciante ou avançado nas dicas para controlar o orçamento mensal, não deixe de conferir nossos conteúdos sobre finanças pessoais

Assine nossa newsletter e receba materiais sobre gestão financeira para equilibrar despesas e receitas. Basta preencher o formulário abaixo!

Avaliar:

(2)