Como o agronegócio pode ser sustentável?

Como o agronegócio pode ser sustentável?

A sustentabilidade social, a econômica e a ambiental são três pilares interligados e necessários para uma agricultura verdadeiramente sustentável.  

Pense que agricultores que enfrentam a pobreza são muitas vezes forçados a explorar recursos naturais como a fertilidade do solo para sobreviver, mesmo que essas práticas possam significar a degradação ambiental e, consequentemente, prejudicar seus meios de subsistência a longo prazo. 

 Desse modo, somente criando políticas que integrem interesses sociais, ambientais e econômicos é que conseguimos criar condições para o agronegócio sustentável. 

Grande aliada de práticas sustentáveis, a tecnologia está cada vez mais presente no campo, com soluções que têm transformado o agronegócio – e para melhor.   

Na realidade, a agricultura brasileira já é exemplo em sustentabilidade para o mundo inteiro e foi, inclusive, destaque no Painel Accelerating a just rural transition to sustainable agriculture (Acelerando a transição rural para a agricultura sustentável, em tradução do inglês), na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-26), realizada em novembro de 2021. 

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), entre as novas técnicas empregadas no agricultura brasileira e exportadas para outros 75 países estão: 

  • Tecnologias para recuperação de pastagens degradadas
  • Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) 
  • Sistema Plantio Direto (SPD)
  • Plantação de florestas 
  • Fixação biológica de nitrogênio e o tratamento de dejetos animais.  

Por que o agronegócio sustentável importa? 

Se pretendemos garantir a segurança alimentar e a biodiversidade do planeta, práticas de agricultura sustentáveis são extremamente necessárias de modo que a sustentabilidade se apresenta como a alternativa para um futuro no qual as comunidades possam ser prósperas e abundantes. 

Assim, a sustentabilidade no agronegócio consiste na adoção de ações que unam o trabalho realizado à sustentabilidade, reduzindo os impactos dessa atividade no meio ambiente.

Partindo desse princípio, não fazem parte do agronegócio sustentável: 

  • Desmatamento para plantio 
  • Poluição e contaminação do solo, atmosfera e água
  • Diminuição da biodiversidade 
  • Geração excessiva de resíduos.

Por onde começar? 

Além de buscar investir em tecnologias sustentáveis como as que mencionamos no início deste artigo, listamos abaixo também outras ações que podem ser incluídas para esse fim. 

  • Adotar o uso de energia limpa, como a energia solar
  • Aprimorar a gestão do processo produtivo
  • Utilizar recursos naturais de forma consciente
  • Adotar sistemas inteligentes que possibilitem o reuso da água
  • Reduzir a emissão de gases do efeito estufa
  • Recuperação de áreas degradadas
  • Descartar corretamente as embalagens.  

Apoie iniciativas sustentáveis no agronegócio. Você verá que o retorno vai muito além do financeiro, uma vez que trará impactos sociais, ambientais e econômicos que toda a comunidade poderá compartilhar. 

Compartilhar esse post:
[instagram-feed feed=1]